3.11.2010

Preciso de me recordar

Era um daqueles dias em que estava quase a nevar e havia uma espécie de electricidade no ar. Quase que se ouvia. E aquele saco, como que a dançar comigo, como uma criança a pedir-me para brincar com ela. Durante 15 minutos. Foi nesse dia que percebi que havia toda uma vida por detrás das coisas e uma força incrível e benevolente que me fazia entender não haver motivo para ter medo, nunca. O vídeo é uma fraca desculpa, eu sei. Mas ajuda-me a recordar. Preciso de me recordar. Às vezes há tanta beleza no mundo. Sinto que não consigo aguentá-la e que o meu coração está prestes a desmoronar-se.

In American Beauty

4 comentários:

Mlee disse...

Revi esse filme há pouco tempo.
É um filme belíssimo, com tanto para ensinar e com aquela ideia que me persegue de que a beleza se encontra tantas vezes nas coisas mais pequeninas e rotineiras e só precisamos de abrir os olhos para olhar para elas.

xin xin

Dry-Martini disse...

Mlee: Também o revi recentemente e concordo contigo

XinXin

Levita disse...

Não imaginas a quantidade de vezes que penso neste texto. Não vejo o filme há anos, mas a imagem do saco a dançar no ar, as duas frases finais e a expressão do actor naquele momento ficaram gravadas no meu crânio.

Parabéns pelo blog* É divino.

Dry-Martini disse...

Levita: Também não via o filme há anos e revi há pouco. Este excerto faz-me sempre levitar :)

Obrigado,
XinXin

Assíduos do shaker

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin