5.05.2009

Incomoda(-me)

Incomodam-me as pessoas que apenas vêm os defeitos. Que falam, mas têm dificuldade em ouvir ou de parar um pouco. Que não conseguem conviver com a ideia de poderem existir pontos de vista ou estados de alma diferentes dos seus, mesmo que não concordem. Pessoas que percebam que esse facto não têm de ter outros sentidos ou interpretações que extravasem daí. Pessoas que deduzem, sem permitir contrapor. Sem ouvir a resposta ou opinião divergente. Que já estão a "ver o filme todo" mesmo antes de existir qualquer um. Que nunca se enganam. Que têm a verdade sempre na ponta da língua. Absoluta. Imutável. Transparente. Quantas verdades existem ou subsistem nesse estado puro? 

Incomodam-me as pessoas que guardam o que sentem e se calam à espera do momento para passar ao ataque. Que não respondem ao "que se passa" por acharem que temos sempre que perceber tudo. E que à primeira oportunidade arremessam a tal pedra guardada. Numa espécie de "cá se fazem cá se pagam". 

Incomodam-me as pessoas que não sabem perdoar. Com orgulhos exacerbados, que nunca levam a lado nenhum. Pessoas que nunca dão o braço a torcer. Pessoas para quem só existe preto ou branco, nunca paletas de cores intermédias. 

Incomodam-me pessoas que cobram afectos, que comparam o incomparável, que não escolhem o momento ou local para tentar esclarecer o que se passou. Que não entendam que tal só pode ser feito com tempo e olhares. 

Incomodam-me, sobretudo, as pessoas que ficam em silêncio. Na indiferença de que o tempo tudo resolverá e acalmará. Incomodam-me apenas todas essas pessoas. Não as censuro ou afasto. Cada um é como é. Não as trato de maneira diferente ou lhes quero mal. Incomodam-me simplesmente. 

Incomodam-me mais quando são chegadas. Quando julgava que me conheciam bem para perceber como penso. Incomodam-me e digo-lhes sem qualquer problema ou pudor. E depois passa. Pois tudo sempre passa. Com mais ou menos incómodo.

Incomodaste-me, também, mas estas linhas não são para ti. São gerais e não é este o local para o esclarecer

7 comentários:

najla disse...

E o que mais incomoda é que todos esses incómodos possam ser verdade...

Lady_M disse...

As que julgam nunca se enganar e ter a verdade sempre na ponta da língua, não sabem que a compreensão nasce da humildade e não do orgulho do saber.

PaT disse...

A mim também me incomoda o silêncio - o nosso e o dos outros. Depois acontece-me dizer tudo e ficar a pensar que mais valia estar calada, ou então dizer e ninguém perceber o que digo! Às vezes o silêncio é preciso... e o tempo aviva as cores!

Quase disse...

Isto podia ter sido escrito para mim....
Já incomodei muito com os meus silêncios. A idade, ou o que ela me trouxe, fez-me mudar...e agora já não guardo nada para mim.(Por vezes nem é assim tão bom....)
Quem sabe quem o incomoda hoje, em breve deixará de o fazer ;)

Miffy disse...

Olá!

A mim incomodam-me sobretudo as pessoas que não são capazes de ter uma conversa franca, fechando-se no silêncio, à espera de que os outros advinhem porque estão chateadas, enfim irritam-me de morte as Amoadas e os Amoados!!!

Irritam-me solenamente aqueles que não conseguem ver nada de belo no seu dia-a-dia, não descortinando que isto é apenas uma passagem e, por sinal bem curta!

E por último irrita-me, o clube dos invejosos, que no seu olho gordo e mediocridade de vida que recriaram para si próprios, são incapazes de proferir um elogio a alguém e desenvolvem ódios de estimação...PAZ à sua alma, é o que lhes desejo...

Xin Xin!

AC disse...

Até fiquei incomodade...

joaorobalo.com disse...

obrigado, obrigado, obrigado, obrigado...

ainda bem que ha gente no mundo com bom senso.

ainda no outro dia discutia com uma amiga sobre isso.
"pq q tens de ter razao? nao me podes ouvir? mesmo que nao concordes, e alargar os teus horizontes? ver novas perspectivas? pq q tem de ser a tua q esta certa?"

ela ouviume...

e voltou a insistir no ponto de vista dela como se nada se tivesse passado! :S
eu nao soube como explicar de novo, tambem para nao haver discussao...
e por isso fiz o q te incomoda, fiquei no silencio, e o tempo que o resolva.
o q eu fiz tb me incomoda... mas eu ja estava incomodado antes, e nao soube dar a volta sem discutir, ou pelo menos criar desarranjos, e nao valia a pena. somos amigos, cada um é como é, e se ja nos conhecemos, temos de saber lidar com isso da melhor maneira, avisar, sim, mas lidar com isso e deixar passar (ou perdoar, como lhe quiseres chamar)

mas uma coisa, tal como tu es assim e as pessoas q te conhecem sabem como pensas... tb tu conheces as pessoas e sabes como elas pensam.

tem que haver cedencias de ambas as partes, pq tu tb nao tens a verdade absoluta, ou seja, a tua maneira de pensar pode nao ser 100% correcta! (embora eu concorde contigo)

enfim... q fazer...


joaorobalo.com

Assíduos do shaker

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin