5.03.2009

Ao anoitecer


e ao anoitecer adquires nome de ilha ou de vulcão 
deixas viver sobre a pele uma criança de lume 
e na fria lava da noite ensinas ao corpo 
a paciência o amor o abandono das palavras 
o silêncio 
e a difícil arte da melancolia

Al Berto

5 comentários:

© disse...

adoro! :)

ariana luna disse...

Sempre.

Moleskine disse...

Al Berto : )

Dry-Martini disse...

Minhas caras,

Informo que não está instituído o telégrafo, nem se paga por palavra proferida :)

XinXin

gabrielle disse...

a gratuitidade da palavra colide tantas vezes, demasiadas vezes, com o seu impacto, talvez por isso, e apenas por isso, valha a pena trocar palavras por suspiros... perante a perfeição poetética de alguns! Al Berto tem esse efeito em mim (também)

beijinhos

Assíduos do shaker

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin