3.21.2007

Musa

Aqui me sentei quieta
Com as mãos sobre os joelhos
Quieta muda secreta
Passiva como os espelhos

Musa ensina-me o canto
Imanente e latente
Eu quero ouvir devagar
O teu súbito falar
Que me foge de repente


Sophia de Mello Breyner Andersen


A poesia é um mar de espelhos para a vida e de todos os ângulos será sempre uma das minhas musas. Neste dia mundial da poesia lembro a sua cantiga que me acompanha em todos os outros.

1 comentário:

lilaz disse...

Olá.!
Para mim, é mais uma necessidade.!

Assíduos do shaker

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin