4.06.2010

Escrever

- Escrever não é falar
- Não? Qual é a diferença?
- É exactamente o oposto. Escrever é usar as palavras que se guardaram: se tu falares de mais, já não escreves, porque não te resta nada para dizer.

Anos mais tarde, já estava doente, voltei a lembrar-me desta nossa conversa. Tinha acabado de te escrever uma carta - mais uma, talvez a terceira - que nunca te cheguei a mandar e que destruí depois. E, escrevendo, poupei as coisas que gostaria de te ter dito e que gostaria que tivesses ouvido. Cheguei quase a convencer-me de que bastava escrever-te para tu me ouvires mesmo que nunca tenha chegado a pôr a carta no correio. Porque era tão sentido e tão magoado, tão distante, o que te dizia nessas cartas, que quase acreditei que tu não podias deixar de me ouvir.

Miguel Sousa Tavares

4 comentários:

Poetic GIRL disse...

Lindo... eu preciso tanto de escrever como de falar. Mas ultimamente realmente as palavras escritas têm outro impacto em mim... bjs

Anna Blue disse...

So true…
Esse senhor cativou-me com esse livro. Li-o devagar, saboreando, porque estava com pena de chegar ao fim. Agora deixaste-me com vontade de o ler novamente.

XinXin

Tulipa disse...

Escrever ajuda-me a exorcizar o pensamento. Kisses

Miss Kin disse...

Eu entrego esse tipo de cartas a quem de direito, quando elas deixam de fazer sentido... É como se passasse o sofrimento a outro e não ao mesmo!

Assíduos do shaker

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin