2.07.2010

Babel, o nome de uma unidade

Apresentada a 6 de Fevereiro [data de nascimento do padre António Vieira, apelidado por Pessoa como o imperador da língua portuguesa] e com data de abertura prevista para 23 de Abril [dia internacional do livro] pela carga simbólica associada às duas datas referidas, o novo "grupo editorial" Babel apresenta-se ao público, com um conjunto de objectivos e premissas que me parecem muito, mas muito bem:

  1. Nome que remete o livro para a língua, numa palavra bonita e universal, que agrega em si mesma o paradoxo e oxímoro, distanciando-se das verdades absolutas e irredutíveis;
  2. Assumpção clara do culto da diferença, referindo que cada livraria terá a sua identidade própria e que não existirão duas iguais;
  3. Conceito de livraria gourmet, agregando o duplo sentido literário e gastronómico;
  4. Aposta em obras como a colectânea Pessoana de David Mourão Ferreira, editada pela Ática como "O rosto e as máscaras", só para citar uma das demais;
  5. Ausência de adjectivos ou colagens "editoriais" ao seu nome, apenas Babel, o nome de uma unidade

Parece-me muito bem! Vou cuscar logo que abra!

1 comentário:

Maria Manuela disse...

É um excelente projecto levado a cabo por alguns amigos e conhecidos. Vai ser uma editora que dará que falar.

:)

Assíduos do shaker

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin