11.04.2009

Destino


Que a música nunca me abandone. Que as imagens fervilhem cores, nunca vistas, e guardem cheiros. Que dancem com ela. Que levitem sentimentos à flor da pele, sem nunca os questionar ou deixar cair. Que gestos e silêncios consigam falar alto. Que o coração palpite e que do escuro renasçam luas de prata. Magnéticas de água e poesia. Que os dias pareçam pequenos e as noites frágeis infinitos. Que as mãos tenham caricias e força para lutar. Que ecoem sorrisos e se recordem algumas lágrimas. Que se aprenda sempre e ensine algo. Que este estranho mundo valha a pena ser vivido para ser contado. Que acabe de repente, sem estar à espera. Quando tiver de ser. Quando o destino chamar.

6 comentários:

Lady_M disse...

Não sei dequal dos dois gosto mais, se do filme se da banda sonora:)

Acompanhamento perfeito para um texto corrido...

Tulipa disse...

Adorei! O post, o filme e a banda sonora ;) kiss

Princesa (des)Encantada disse...

As memórias têm música, e imagem e cheiro, sempre um cheiro. Recordar não é (re)viver, mas no fim, nesse dia de destino, desejo também que que a história do filme da vida vivida valha a pena, que toque uma bela banda sonora, e que se possa inspirar longamente, devagar, o aroma de todos os momentos bons.
Gostei imenso deste post - "magnético".

Pi disse...

Também acredito que a nossa vida acabará quando o destino quiser...mas é triste pensar nisso, não?
Um beijo,

e bonito texto, claro! :)

Patty disse...

Palavras especiais para um filme unico!

Bjs

Ana disse...

Li o texto ao mesmo ritmo compassado da banda sonora de um dos meus filmes preferidos de sempre. E gostei tanto. :)

Assíduos do shaker

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin