2.14.2009

Spead of Sound

Uma nota. Uma simples nota pode fazer tanto sentido. Sobretudo se lhe seguir outra imediata. Certa, precisa, insubstituível. E mais outra. Uma música crescendo lentamente. Em camadas. Encorpando, aos poucos. Ganhando vida. Densidade e profundidade. Ganhando sentido, à medida que se completa. Agora um ritmo. Um arranjo. Uma voz. Um a um. Parte a parte, dum todo, ainda não revelado. Um crescendo assombroso. Até atingir a perfeição sublime. Onde tudo faz sentido. Onde tudo desperta. Gosto de música e deste tipo de músicas. Gosto do seu sentido oculto adiado. Que estravazam, tantas vezes, a própria música.

1 comentário:

Daniel Silva disse...

Muito bom. E a julgar pela escrita tenho a certeza que esta nota era pulsante...

Assíduos do shaker

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin