11.01.2008

Era capaz

Era capaz de desistir de tudo. Das pessoas. Das coisas. De mim próprio.
Era capaz de me perder para não mais encontrar o caminho. Para me esquecer. Para começar de novo.
Era capaz de escrever toda a noite. De desistir do sono. Da lua. Da memória.
Era capaz de rasgar todos os livros que vivem dentro de mim. Asfixiar a música com mãos firmes. De apagar todas as imagens. Uma a uma. De me esvaziar.
Era capaz de seduzir alguém só para te rever no seu corpo. Amá-la nesse egoísmo que não faz parte de mim. Nessa dormência de não te ter.
Era capaz de subir ao topo do mais alto dos edifícios e dizer o teu nome. Para ouvir o seu eco a afastar-se aos poucos.
Era capaz de aprender a ser uma pessoa pior. Afogar todos os sentimentos. Toda a sensibilidade.
Era capaz de me deitar no chão e acordar um ser menos complexo. Uma simples célula. Uma vida mais fugaz.
Era capaz de me olhar ao espelho horas e não me reconhecer.
Era capaz de apunhalar o meu ânimo. A minha sede.
Era capaz do mais belo poema para nunca o revelar.
Era capaz de mergulhar no mar cheio de pedras nos bolsos. Ir ao fundo de olhos abertos. Contar os segundos do limite físico da respiração.
Era capaz de uma linha branca proibida só para sonhar contigo.
Era capaz de nunca mais dizer uma palavra por tanto as adorar ou por tanto me cansarem.
Era capaz de me cegar de toda a beleza das coisas simples. Embaciando os olhos dum vermelho têxtil do sangue.
Era capaz de gastar todo o dinheiro em champagne para brindar ao desapego de tudo.
Era capaz de perder o pé. E abraçar o abismo. Beijar a vertigem.
Era capaz de acender uma luz no escuro e deixar-me levar com ela.
Era capaz de te fazer vir numa lentidão quase maldosa.
Era capaz de tomar a forma do fumo de um cigarro.
Era capaz de fugir numas asas longas de um pássaro mitológico.
Era capaz de me entregar nos teus braços.
Era capaz de te perder para sempre.

7 comentários:

Maria Manuela disse...

Era capaz de ficar sem fala se alguém me dissesse semelhante coisa....

que texto fantástico !

:)

diabo no corpo disse...

brilhante...
do melhor que já te li.

beijo

Dry-Martini disse...

M&M

Obrigado pelo rasgado elogio (por certo exagerado). Era capaz de te dizer coisas piores :) Mas de forma a não perderes a fala .)

XinXin

Dry-Martini disse...

Diaba,

Mas desde quando os diabos elogiam assim modestas bebidas transparentes? :) Tu queres ver que eras capaz de me querer comprar a alma? :)

SF disse...

Estava capaz de uma coisa assim...

Brown Eyes disse...

Quando comecei a ler era capaz de jurar que este post era capaz de estar dirigido a um amor. No fim, descobri que não era assim. Quem ama não é capaz de perder alguém para sempre.
Fiquei sem ser capaz de dizer a quem se dirige esta vontade de ser capaz.
Sou bem capaz de me ter perdido.

Olga disse...

Gostei muito. Hà dias assim que era capaz de... Parabéns

Assíduos do shaker

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin