5.19.2008

Os pássaros

Ouve que estranhos pássaros de noite
Tenho defronte da janela:
Pássaros de gritos sobreagudos e selvagens
O peito cor de aurora, o bico roxo,
Falam-se de noite, trazem dos abismos da noite lenta e quieta
Palavras estridentes e cruéis.
Cravam no luar as suas garras
E a respiração do terror desce
Das suas asas pesadas.


Sophia de Mello Breyner Andresen

1 comentário:

ariana luna disse...

Lembraste-me do filme do Alfred Hitchcock "Os Pássaros"...

Assíduos do shaker

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin