5.10.2008

Instante

Deixai-me limpo
O ar dos quartos
E liso
O branco das paredes
Deixai-me com as coisas
Fundadas no silêncio


Sophia de Mello Breyner Andresen

3 comentários:

Bé David disse...

Bela foto...

e não menos belo poema...

É preciso arejar...


a poeira das mentes...não acha?:)

Bj*

Dry-Martini disse...

Como acho...

XinXin

PS: Foto de uma das minhas fotógrafas favoritas e acompanhado de uma das minhas poetisas favoritas.

ariana luna disse...

Límpido como uma manhã de Primavera.

Assíduos do shaker

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin