4.30.2008

Estupidamente

Se me acontecesse uma coisa grave quem me iria ver ao Hospital? Eu que detesto Hospitais. Melhor ainda. E o que diriam ou omitiriam? Dei por mim, inexplicavelmente (espero), a pensar nesta questão. Suficientemente estúpida para merecer reflexão, quando tenho milhares de coisas para fazer e para me preocupar. Mas, às vezes, quanto mais estúpidas melhores ou mais chatas, pelo menos. O que não é necessariamente o caso. Mas voltando à questão refiro-me a um caso verdadeiramente grave. Habble con Ele. Pronto. Estão enquadrados? - sempre gostei do Almodovar -. Imaginem que estão ali numa imobilidade vegetal. Sem reacção aparente. Mas por divina ou demoníaca vontade, atentos que nem uma esponja. Não me interessa logicamente as visitas da praxe nem as de obrigação. As conversas e os dizeres politicamente correctos. Tenho curiosidade sim em saber se algumas pessoas iriam. As suas reacções e o que me diriam a sós. E as ausências. E que outras pessoas, não esperaria, e ali estariam. Atente-se. Não sei se me agradaria mais ouvir o bem ou o mal. A alegria ou a tristeza. Nem sequer se mais me agradariam as palavras ou os gestos. Já fiz coisas cheias de intenção (sem nada querer, pelo simples gosto de oferecer), sendo interpretado como estranho. Pois parece que agora já ninguém pode dar nada a ninguém sem querer nada em troca. E não se pode receber nada sem pensar que vamos ficar em falta. Que é que este tipo quer? Mas também já fiz coisas que me arrependo. Acho que em certos momentos, como este (mesmo em Espanhol e com excelente banda sonora), tudo isso deve vir à tona e será talvez tarde. Tão tarde, para dizer certas coisas que há tanto se querem dizer e se guardam. Essas sim tão estupidamente.

3 comentários:

Lover disse...

Xin-Xin,

este é daqueles filmes...que devem ser revistos!
quando já se passou horas a fio ao lado de uma cama de hospital, onde o fim é certo e iminente...o que se diz?!
fala-se sempre da vida, nunca da morte...
fala-se de amor, nunca de rancor...
fala-se do que gostaria de se ter feito e do que não se deveria ter feito ou dito...
fala-se de sonhos...
fala-se de esperança...
quanto à questão de quem iria...(in)felizmente, nessa hora aparecem todos...
e nunca é tarde...quando é o coração que pede...mesmo num estado de vida suspensa...
e sobre isto haveria muito mais a dizer...mas há "coisas" para as quais os silêncios são melhores...até porque nunca saberemos...
por eso: "habla con ella"

http://www.youtube.com/watch?v=a9kRUY4WLFI

beijo

Andrómeda disse...

Gosto muito de si :)
Antes que seja demasiado tarde para o dizer ...

Dry-Martini disse...

Eu também gosto muito de ti .)
Obrigado amiga!

XinXin

Assíduos do shaker

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin