11.13.2007

Folha de Outono

De toda a beleza da vida
Escolhi a da folha
Para me despedir

No seu leve cair
Acenei ao luar
Pelo brilho dos dias

E pisquei o olho
Ao céu pelo pitéu
da chuva vadia

Nesse breve momento
Revivi árvore e semente
Desde o cume à raiz

Curiosamente
nada me ocorreu
do que fiz

Dos verdes campos
Às rugas de Outono
Apenas o teu desfolhar

Beijo a beijo
Folha a folha
Respirar

Naquela folha
a palma da tua mão
Aberta. Desperta

Textura de pele
e carícia num espinho
Frágil. Profundo

Folha caída assim me desfaço
E desfaleço neste manto
De Outono que guardei para ti

1 comentário:

Bé disse...

O Outono despe-nos sempre...
por dentro! :)

Assíduos do shaker

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin