3.11.2007

Mar

Quando eu morrer voltarei para buscar
Os instantes que não vivi junto ao mar


Sophia de Mello Breyner Andersen
Está dito!

2 comentários:

lilaz disse...

Olá.!
Todos voltamos para fazer, ou terminar, o que não foi feito.
Está dito.!

Andrómeda disse...

sempre amei este poema ... tão grande como o mar apesar de tão "pequeno" como Sophia :)

Assíduos do shaker

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin