11.24.2006

Amigos

"Amigos são anjos que nos sustêm quando as nossas asas estão magoadas"


Talvez te tenha magoado.
Se aconteceu, foi apenas pela vontade de te perceber.
Juntar pequenas peças do teu silêncio cálido e frio.
Uma vontade de redescobrir a estranheza do já familiar.
A cumplicidade do olhar, o nascer dum sorriso, a confidencia de tudo o que se quiser. Bastava-me tal. Acredita.
Também me magoou a tua premeditada indiferença. Talvez difícil, não o sei.
Mas orgulho é, para mim, um sentimento pesado. Prende as asas, afunda-nos. Sempre preferi esvaziar o orgulho numa palavra.
Os amigos não se decretam. Sentem-se, descobrem-se, vivem-se e amparam-se, nos bons e maus momentos. A amizade é, também o "amor sem asas", pena que as deixes cortar assim.
Apenas pena. Nada mais.

4 comentários:

lilaz disse...

Olá. Dá para perceber que está a dirigir-se a uma pessoa de qem gosta.
É lindo o "título",assim como o texto.Gosto especialmente da forma como trata o assunto "amigos" e "orgulho".
Sinto q. foi com esta pessoa q. fui confundida.Ou não?
Sim ou ñ é indiferente.
Para terminar,acredita em Anjos?

Anónimo disse...

À paixão aceitam-se confissões de ciúme, voragens de posse. À amizade não. Somos capazes de confessar tudo aos nossos amigos menos a insegurança que nos mói:
- Não, não gostes mais dele do que de mim.

dry-martini disse...

“Dê-me o benefício das suas convicções, se as tiver, mas guarde para si as dúvidas. Bastam-me as que tenho”

Goethe, Johann

isadora disse...

Não esqueço...Não deleto...Não consigo seguir...Minha dádiva...Meu castigo...Esse amor/desamor que eu fui permitir em minha vida...

Assíduos do shaker

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin