10.21.2006

Desilusão

"Feliz do Homem que não espera nada, pois nunca terá desilusões"

Alexander Pope

Cravado num fundo
que não se sabia ter
despertam cansaços
e o corpo fraqueja

Como foi possível?
Distracção?
Premeditação?
Medo?
Indiferença?

Talvez um dia
fique nítida
a cor dum sangue
parado, reflectido na luz
que esmorece,
por ente a noite escura
da desilusão

1 comentário:

lilaz disse...

tvkbaMas,tb,não terá sonhos concretizados.

Assíduos do shaker

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin